Sindicato dos Trabalhaores nas Indústrias Plásticas Descartáveis e Flexíveis, Químicas e Farmacêuticas de Criciúma e Região

Criciúma, 09 de Agosto de 2022

Página inicial

NOTÍCIAS

Greve dos químicos pode começar a qualquer momento

30 Novembro, 2017

Alterar o tamanho da letra: A- A+

A indústria química do Sul de Santa Catarina pode enfrentar uma greve de seus trabalhadores a qualquer momento. A informação é do presidente do sindicato da categoria, Carlos de Cordes, o Dé, assim que recebeu ofício com a proposta patronal para renovação da convenção coletiva dos quase 3 mil trabalhadores que atuam em cerca de 120 empresas na região.

A greve, segundo Carlos de Cordes, poderia ter começado ontem, quarta-feira (29), mas o sindicato patronal solicitou mais um prazo para reunir sua diretoria e apresentar uma nova proposta. “A diretoria do Sindicato e os trabalhadores químicos se sentem traídos, enganados, pois suspendemos a greve e a proposta que recebemos é a mesma da quarta e última rodada de negociações”, explicou o presidente do sindicato profissional.

No documento a classe patronal reafirma que não pretende conceder aumento real aos seus empregados, repassando tão somente a inflação do período medida pelo INPC, que totaliza 1,83% e sinaliza com intenção de promover redução de 60 para 30 minutos do período destinado a alimentação e descanso dos trabalhadores.

Os patrões também querem deixar de contribuir, depois de mais de 20 anos, com parte dos custos de manutenção de serviços médicos, odontológicos e sociais prestados pelo sindicato aos trabalhadores. De Cordes salienta que “quem adoece o trabalhador não é o Sindicato, mas sim as empresas e eles querem deixar de contribuir com a saúde e o bem estar de seus empregados”.

“Repassar apenas a inflação a trabalhadores que tem média salarial inferior a R$ 2 mil é um desrespeito, é falta de consideração é uma diferença inferior ao valor de um botijão de gás, reduzir o intervalo de descanso é só uma forma de fazer o profissional trabalhar mais meia hora por dia, sem nenhuma vantagem e não vamos aceitar essa situação; os químicos farão mais uma greve histórica”, disse Dé.

Mais notícias...
28 Março, 2018
Diretoria do Sindicato apresenta questionamentos sobre acidente fatal em Orleans
27 Março, 2018
Químicos querem 3% de aumento real e proteção contra reforma trabalhista
16 Março, 2018
Cristalcopo não promove demissões em massa
12 Março, 2018
Diretoria do Sindicato se solidariza com trabalhadores e diretoria da Cristalcopo
03 Março, 2018
Assembleias definem pelo pagamento da contribuição sindical em março
02 Março, 2018
Trabalhadores da Canguru atualizados sobre ação coletiva que tramita desde 2003
01 Março, 2018
Edital de Convocação da Categoria Plástica para discussão do Rol de Reivindicação Data Base Abril/2018
21 Fevereiro, 2018
Edital de Convocação para discussão e deliberação da Contribuição/Imposto Sindical 2018
Anterior 2  3  4 5 6  7  Próximo