Sindicato dos Trabalhaores nas Indústrias Plásticas Descartáveis e Flexíveis, Químicas e Farmacêuticas de Criciúma e Região

Criciúma, 12 de Novembro de 2019

Página inicial

NOTÍCIAS

Negociações dos químicos será retomada segunda-feira na Fiesc

11 Janeiro, 2018

Alterar o tamanho da letra: A- A+

Representantes das federações de trabalhadores e empresas da indústria catarinense vão se reunir na próxima segunda-feira, às 14h, em Florianópolis para reabrir as negociações visando a convenção coletiva dos trabalhadores das empresas da indústria química de Criciúma e região.

As negociações entre o sindicato dos trabalhadores e advogados do sindicato patronal se desenrolou entre o início de novembro até 11 de dezembro, quando o Tribunal Regional do Trabalho convocou as partes para uma audiência de conciliação. Não houve acordo.

Os trabalhadores defendem a manutenção de todas as cláusulas da última convenção coletiva firmada e reajuste salarial de 3%, sendo que a inflação do período medida pelo INPC é 1,83%.

Os patrões se negam a conceder aumento real de 1,17% aos trabalhadores e querem alterar a convenção coletiva, inclusive eliminando a obrigação de homologar no sindicato dos trabalhadores as rescisões de contratos de trabalho com mais de três meses, como ocorre há mais de 20 anos.

Sem acordo e depois de dois dias de greve em empresas de Criciúma e região, a Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), que representa os sindicatos patronais, sugeriu na audiência de conciliação no TRT, em 11 de dezembro, que Fiesc e Fetiesc (que representa os sindicatos de trabalhadores da indústria) atuassem para formalizar um acordo até 31 de janeiro, período em que greves estariam suspensas.

A proposta da Fiesc foi aceita por representantes dos patrões, dos trabalhadores e pela justiça do trabalho e nesta semana o presidente da Fetiesc, Idemar Martini, anunciou o agendamento da reunião da próxima segunda-feira. “Esperamos que os patrões tenham revisto seus conceitos e princípios e atendam as reivindicações da categoria, que são mínimas”, disse o vice-presidente e presidente em exercício do sindicato dos químicos de Criciúma e região, Joel Bittencourt.

Mais notícias...
03 Outubro, 2017
Sindicato debate sobre homologações no Ministério do Trabalho, sem abono proporcional
26 Setembro, 2017
Trabalhadores aceitam proposta da Chromo Embalagens
13 Setembro, 2017
Definida nova redação do abono dos trabalhadores das indústrias plásticas
22 Agosto, 2017
Termina impasse na Teixeira Sacarias, com vitória dos trabalhadores
21 Agosto, 2017
Caso inédito no mundo do trabalho, agita movimento sindical
21 Agosto, 2017
Caso inédito no mundo do trabalho, agita movimento sindical
01 Agosto, 2017
Trabalhadores rejeitam troca de representação sindical feita por empresa
01 Agosto, 2017
Trabalhadores rejeitam troca de representação sindical feita por empresa
Anterior 3  4  5 6 7  8  Próximo